26 de abril de 2013

Sempre imaginei que eras tu que farias parte dos meus planos, que era contigo que eu iria acordar de manhã, que eras tu que me acarinhavas quando menos esperasse, que era o teu abraço que me consolava e o teu sorriso que reinava quando a esperança era nula. sempre imaginei que eras tu quem eu queria na minha vida a tempo inteiro, que aquelas mensagens não seriam em vão, mas agora ?
Vejo-te partir e assim quiz a vida dar esta reviravolta nas nossas vida, e de um momento para o outro cada um seguir as suas vidas, secalhar assim tinha que ser ou não, podiamos ter feito mais, mais para não termos este destino. Mas assim quiz o destino.
E hoje dói, dói muito, mas tenho que aguentar, mas com a esperança de um dia voltares, ainda se mantém, e quem sabe ainda podermos ser felizes. Com a esperança que não seja mesmo o nosso fim e que voltemos quem sabe a renascer com mais força, que nenhum de nós desita assim tão facilmente sem dar mais luta.
Como já te disse 'Liberta os pássaros, se voltarem são teus, agarra-os com as duas mãos', tudo na vida tem uma razão de ser, secalhar tinhamos que passar mesmo por isto.
Assim a vida e o futuro ditará as nossas vidas.

Sem comentários:

Enviar um comentário